Setor de serviços registra alta de 5% em junho, após quatro meses de queda

Setor de serviços registra alta de 5% em junho, após quatro meses de queda

De acordo com o IBGE, apesar do resultado positivo de junho, o volume de serviços ficou 14,5% menor do que registrado em fevereiro, último mês antes da implementação das medidas de isolamento social por causa da pandemia

O setor de serviços registrou alta de 5% na passagem de maio para junho de 2020 e interrompeu uma sequência de taxas negativas dos quatro meses anteriores. No entanto, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apesar do resultado positivo de junho, o volume de serviços ficou 14,5% menor do que o registrado em fevereiro, último mês antes da implementação das medidas de isolamento social por causa da pandemia.

Ainda de acordo com o levantamento, quando a comparação é feita com junho de 2019, o recuo é de 12,1%. A pesquisa analisou 166 serviços e, entre eles, o segmento de restaurantes foi um dos que mais influenciaram o índice. Segundo o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, a receita do segmento voltou a crescer devido a reabertura dos estabelecimentos após a flexibilização do fluxo de pessoas.

Os cinco setores pesquisados tiveram o mesmo desempenho positivo que o setor de serviços em junho. O destaque é para transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que avançaram 6,9%; e serviços de informação e comunicação, que apresentaram salto de 3,3%. Em maio e junho, o setor de transportes acumulou uma alta de 11,9%, enquanto a perda acumulada de março e abril foi de 25,2%.
 
Fonte: Brasil61