Primeiro dia de entrevistas teve como convidados os candidatos Léo da Unibel e Doinha

Primeiro dia de entrevistas teve como convidados os candidatos Léo da Unibel e Doinha

A entrevista aconteceu no terceiro piso do Empresarial Nobelino Dourado, onde funciona a Central das Eleições da Caraíbas FM

Na primeira rodada de entrevistas da Caraíbas FM, seguindo o critério do sorteio entre todos postulantes a cargo de prefeito e vice em Irecê, estiveram presentes Léo da Unibel (DEM) e Hildebrando Seixas Doinha (PP).

O ex-prefeito de Irecê de 1983 a 1988, candidato a vice Doinha, foi o primeiro a ser entrevistado, e em rápidas pinceladas falou da sua trajetória política, experiência e conhecimento adquiridos ao longo dos anos. Ele atuou como secretário de governo da gestão do ex-prefeito Luizinho Sobral, disse que este só queria usar o seu nome, não queria o seu trabalho, e disparou: “Fiquei 1 ano e 6 meses sem ter no gabinete uma cadeira para sentar, sem nenhuma decisão, até que eu cansei e vi que estava fazendo papel de escadinha para aquele prefeito, e saí”.

“Teremos como base as prioridades do povo”

Questionado sobre sua declaração de bens de 9,5 milhões, respondeu que consultou o departamento jurídico da campanha, “uma propriedade que me custou em 1974 um valor e eu não posso atualizar. A maioria omite [o patrimônio], meu patrimônio foi conseguido com trabalho, plantando feijão e mamona, fui contador, não ganhei dinheiro da prefeitura, deixei de ser prefeito sem nenhum carro para andar, estou dando a realidade do meu patrimônio. Não tenho dinheiro em espécie, mas tenho patrimônio”, disse.

O candidato a prefeito Léo da Unibel deixa dois mandatos de vereador para trás e segue um novo desafio em sua vida pública. Com um discurso afinado, fez questão de enaltecer as qualidades do seu vice. “Meu compromisso com o vice, que tem uma história brilhante de serviços prestados em Irecê, se eleitos e seremos com fé em Deus, vamos cuidar da administração pública sem perder o contato com o povo, vamos fazer uma gestão participativa ouvindo os anseios da sociedade, teremos como base as prioridade do povo , estou na politica por que gosto de servir, por isso estou aqui firme e forte na continuidade de um serviço democrático, incisivo com controle e transparência dos recursos públicos”, disse.

Por Ray Cruz