Morro do Chapéu: empresa doa cerca de R$ 500 mil para associação quilombola

A Associação de Mulheres Quilombolas em Ação Dandara dos Palmares (Dandaras), surgiu a partir de um coletivo de mulheres, com atuação desde 2018, no quilombo de Queimada Nova, zona rural de Morro do Chapéu, território de identidade da Chapada Diamantina

No ano de 2019, em parceria com a Associação dos Produtores Remanescentes do Quilombo de Queimada Nova (APRQQN), o coletivo de mulheres executou o projeto “Sabores do Quilombo”, que consistia na realização de oficinas com a fabricação de bolos e de biscoitos. Já a formalização e transformação em associação, aconteceu no ano de 2020.

Em seguida, a associação das Dandaras foi selecionada no Edital “Mulheres em Movimento”, do Fundo Elas, que possibilitou a construção da sede da instituição, que dispõe de uma estrutura com cozinha comunitária, lanchonete e brinquedoteca. Desde então, a associação busca a independência da mulher negra do campo, com foco na autonomia financeira e realização de atividades para a geração de renda e o fomento à economia solidária.

Recentemente, as associadas das Dandaras foram surpreendidas com a doação no valor de quase R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) da Brazil Foundation, uma fundação que conecta pessoas e instituições que desejam promover equidade social e oportunidades para todas as pessoas no Brasil.

De acordo com Bruno Faria, historiador e representante da Brazil Foundation, que visitou o quilombo de Queimada Nova, no sábado (23.09), o recurso financeiro poderá ser gasto conforme a execução das ações já realizadas pela associação. “A proposta da Brazil Foundation é apoiar projetos que transformam o Brasil, em seus territórios. Muita gente no Brasil, ainda não conhece o que está sendo feito no país. São várias iniciativas que as pessoas fazem na raça e nós queremos dar as mãos a essas inciativas, com uma estratégia de investimento para gerar mais resultados sociais”, explica Bruno. “A gente nem acreditou quando recebemos esse valor. Isso não fazia parte dos nossos planos. Eu participei de uma pesquisa no linkedIn, da iniciativa Pipa, em outubro de 2022, e falei sobre o trabalho da nossa associação. Eles viram, gostaram e a Brazil Foundation sinalizou que iria selecionar instituições, que preencheram esse formulário da Pipa, para serem contempladas com a doação. Eu não sabia de nada”, comenta Sirlene Santos, presidenta da associação das mulheres quilombolas de Queimada Nova.

Conforme Eliana Neri, tesoureira da associação, esse recurso chega ao quilombo para gerar valor na vida de toda a comunidade. “Estamos muito felizes e gratas. Vamos fortalecer o quilombo e, quem sabe, gerar autonomia para todos e todas”, almeja Eliana.

A doação da Brazil Foundation se junta aos incentivos da Enel Green Power, empresa de energia renovável que apoia as ações das Dandaras desde 2018, e a parceria do Itaú Social, que também apoiam os projetos dessas mulheres quilombolas de Morro do Chapéu.

Fonte: Ascom Dandaras