Ministério da Saúde assina acordo para compra de 100 mil doses da CoronaVac

Ministério da Saúde assina acordo para compra de 100 mil doses da CoronaVac

De acordo com o documento, até 30 de abril, serão recebidas as primeiras 46 milhões de doses pelo Brasil

O Instituto Butantan anunciou, na noite de ontem (7), que assinou um contrato com o Ministério da Saúde para a compra de 100 milhões de doses da CoronaVac, imunizante contra o coronavírus fabricado em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

De acordo com o documento, até 30 de abril, serão recebidas 46 milhões de doses pelo Brasil. O governo pretende, depois, adquirir mais 54 milhões de doses. No total, a expectativa é de que sejam compradas 100 milhões de doses.

A assinatura foi feita no mesmo dia em que o presidente da República Jair Bolsonaro editou uma Medida Provisória (MP) que flexibiliza a aquisição de vacinas contra a Covid-19. “Hoje assinamos com o Butantan. Assinado. Menos de 24h depois da medida provisória, nós assinamos um contrato para entrega das primeiras 46 milhões de doses até abril e de mais 54 milhões no decorrer do ano, indo a 100 milhões de doses”, disse o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Cada dose da CoronaVac custa R$ 58,20. O contrato está no valor de R$ 2,6 bilhões para as primeiras doses já garantidas pelo texto. Essa quantia corresponde a, além do preço da vacina, despesas, como impostos, frete e outras necessárias. O pagamento será realizado apenas após o registro definitivo ou autorização para uso emergencial dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Fonte: Metro1