Conheça Kamala Harris, a primeira mulher a ser vice-presidente dos EUA

Conheça Kamala Harris, a primeira mulher a ser vice-presidente dos EUA

Com a vitória de Joe Biden à eleição presidencial dos Estados Unidos, a senadora Kamala Harris fará história: ela será a primeira mulher, a primeira pessoa negra e primeira pessoa de ascendência asiática a se tornar vice-presidente do país.

Nascida em Oakland, na Califórnia, Kamala foi eleita senadora pela Califórnia em 2017.

Filha de um professor jamaicano, Donald Harris, e de uma pesquisadora indiana, Shymala Gopalan, Kamala também foi a primeira mulher negra a ser eleita procuradora na história da Califórnia, cargo que ocupou entre 2011 e 2017.

Neste sábado, em sua página no Twitter, ela fez sua primeira manifestação depois que Joe Biden foi declarado como o próximo presidente dos EUA por órgãos de imprensa americana.

"Esta eleição é sobre muito mais do que sobre Joe Biden e eu. É sobre a alma da América e nossa boa vontade em lutar por ela. Temos muito trabalho pela frente. Vamos começar", escreveu.

Kamala é formada em Artes pela Universidade de Howard e em Direito pela Universidade da Califórnia. Ao longo da carreira jurídica, ela teve um destaque com as pautas a favor de minorias.

Quando Kamala tinha sete anos, seus pais se divorciaram. Aos 12, ela se mudou com a mãe e a irmã caçula, Maya, para Montreal, no Canadá. Ao terminar os estudos, ela voltou aos Estados Unidos para estudar na Universidade Howard, em Washington, onde estudou política e economia. Em seguida, retornou à Califórnia, onde se formou em Direito. Kamala foi procuradora-chefe em São Francisco, antes de ser a primeira mulher negra a ser procuradora-geral da Califórnia.

Ela é apontada por especialistas e pela imprensa do país como possível substituta do próprio Joe Biden em uma disputa em 2024. Na próxima eleição presidencial, Biden terá 82 anos.

Vice-presidência

Ela chegou a ser pré-candidata, no partido, em 2019. No entanto, em dezembro do ano passado, Kamala retirou a candidatura.

A promessa de que teria uma vice-presidente mulher foi assumida por Joe Biden ainda em março deste ano, quando disputava as primárias - as eleições internas no Partido Democrata, para definir quem seria o candidato a concorrer na eleição presencial.

A escolha dela foi considerada um aceno às minorias, especialmente em um ano marcado pelos fortes atos do movimento Black Lives Matter ("vidas negras importam", no inglês), que denuncia o racismo no país.

Resultado

O democrata Joe Biden foi eleito o novo presidente dos EUA no início da tarde deste sábado (7), vencendo disputa tensa com o atual mandatário americano, Donald Trump. Em meio à demora pela contagem do grande fluxo de votos pelos correios, Trump questionou a legitimidade das eleições, disse que irá pedir recontagens em alguns estados e ameaça ir à Justiça, sem especificar por qual motivo ou apresentar evidências de fraude.

Fonte: Correio