Caçador passa a integrar equipe da PF no 13º dia de buscas por Lázaro

Homem tem vasto conhecimento sobre a região e passou a integrar uma equipe do Comando de Operações Táticas (COT) da PF

Os policiais que integram a força-tarefa que busca pelo psicopata Lázaro Barbosa, 32 anos, contam um novo reforço. Um caçador da região, que conhece muito bem as matas, grutas e córregos da região entre Girassol e Edilândia, em Goiás, ajuda na caçada ao suspeito de matar quatro pessoas da mesma família, em Ceilândia, e espalhar terror no Entorno do DF. O maníaco se esconde na região há 13 dias.

Acostumado a dormir ao relento e em meio às florestas, o homem, conhecido como Babaçu, passou a integrar uma equipe do Comando de Operações Táticas (COT)  da Polícia Federal (PF) que participa das buscas. Ele teria exigido uma quantia em dinheiro caso sua participação fosse fundamental na localização do criminoso.

O caçador recebeu um colete balístico para protegê-lo durante as incursões nas matas mais fechadas. Ele também teria exigido o direito de usar uma arma durante as buscas, além de uma calça tática que proteja suas pernas. Na tarde desta segunda-feira (21/6), Babaçu já estava em companhia de uma equipe da PF que seguia em campo atrás do psicopata.

Fonte: Metrópoles