PUBLICIDADE Siga-nos no Instagram

Bispo de Irecê foi orientador espiritual e conselheiro da nova Santa Dulce

  • Em Irecê
  • 26-10-2019
  • Por Irecê Notícias
img
Foto: Reprodução

O bispo Dom Tommaso Cascianelli, da Diocese de Irecê, em entrevista a Rádio Vaticano, deu seu testemunho sobre a sua amizade com a nova Santa Dulce, canonizada no domingo, 13 de outubro, em missa presidida pelo Papa Francisco na Praça São Pedro, no Vaticano. A antiga freira agora passa a ser chamada de ‘Santa Dulce dos Pobres’

Ele foi amigo da santa, orientador espiritual e conselheiro nos últimos anos de vida da religiosa (1987 – 1992). Diz ainda que nunca pode dizer não a uma santa que trabalhava por 24h, em seus trabalhos voluntários. “Todos já sabiam que Irmã Dulce era uma grande Santa”, disse.

“Sem sair da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus – à qual pertencia –, ela fundou também uma pequena comunidade de irmãs, o Instituto “Filhas de Maria Serva dos Pobres”, tendo sido chamado por ela, quando ainda sacerdote, para dar assistência espiritual ao pequeno Instituto, é muito mais do que você possa imaginar. Sinto-me super feliz com a canonização da nossa santa baiana, minha saudosa amiga (in memorian).”

O religioso falou também sobre as obras sociais de Irmã Dulce, aqui em Irecê, e que sente uma presença forte da santa, na sua diocese e no Hospital Regional, que é administrado pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) desde agosto de 2012. A unidade, vinculada ao governo do estado, é referência em serviços de saúde de média e alta complexidade para mais de 700 mil habitantes de 38 municípios.

Por Gilberto Neiva