Artista daltônico transforma fotos do noticiário policial em grandes retratos

Artista daltônico transforma fotos do noticiário policial em grandes retratos

Éder Oliveira busca a 'identidade do homem amazônico’ ao pintar imagens que enquadram indivíduos como criminosos'

Nascido na cidade de Timboteua, interior do Pará, Éder Oliveira é um artista plástico, reconhecido no Brasil e internacionalmente. Seu trabalho é marcado pelas pinturas em grande escala de rostos masculinos, com traços negros e indígenas, exibidos em exposições e nas ruas de Belém, cidade onde mora desde seus 18 anos.

Segundo o artista, os retratos constituem uma pesquisa visual sobre a “identidade do homem amazônico”. Oliveira transpassa para suas pinturas fotos de sujeitos anônimos acusados de crimes, divulgadas nas páginas policiais da imprensa local.

Eder Oliveira Sem Titulo

Daltônico, Oliveira para contornar as limitações impostas pela incapacidade de distinguir algumas cores desenvolveu um método próprio, com códigos para diferenciar os tons em uma paleta reduzida. O monocromatismo e o uso de tonalidades marrom-avermelhado, ocre e violeta- azulado se tornaram elementos únicos de sua pintura. Com a riqueza específica da região, o trabalho atinge temas como marginalidade, pobreza, ética.